Reportagem – Calipal

AMIGOS PIPEIROS, UM FESTIVAL

Outro domingo salvo, irmãos, dessa vez por uma profecia. “O endereço não é certinho. Quando estiver chegando, olhe para o céu. As pipas te ajudarão a encontrar o caminho.” Guiados pelas sábias palavras de um grande espírito batizado Caio, seguimos, eu e a Carol Sachs — mesmo sem ouro, incenso ou mirra –, para o último Festival de Pipas de 2010 do Calipal, em Guarulhos.

Avistamos a Pipa Guia às 8h, alvorecer previsto do campeonato de maior rabiola — o vencedor estendeu ao divino “cerca de 900 m [de raba]“, me disse o Rubão, um dos organizadores. Tão grande foi a hospitalidade de distinta família — comemos e bebemos do deles — que nos deixamos ficar até pouco depois do sol a pino.

Iluminação de devera grandeza, fritando sob o Sol, catequizados fomos por muita liberdade (“deixei minha patroa em casa pra vir pra cá”), humanidade (“aqui tem de tudo, polícia, empresário, dentista e até vagabundo”), regozijo (“tenho 51 anos e não consigo ficar sem minha pipa. É minha paixão”) e comunhão (“voltem depois. Estamos aqui todos os fins de semana”).

Salvação dominical, aleluia! Que os ventos soprem a seu favor. Olha só.

BRUNO B. SORAGGI
FOTOS POR CAROL SACHS



Sigais a pipa-guia e encontrarás o Calipal.



Ei, Patrick!



Pipa do Vingador chifrudo.



Muito novo pra ser zoado. Ainda.



A pipa era dele mesmo.



Zezinho Doido da Vila Augusta. Esse cara tinha as pipas mais legais.



Alternativa válida pra falta de mulher no rolê.



Essa é do Caio. Tinha perdido no festival de Arujá. No domingo alguém devolveu pra ele.



Pra que ter olhos verdes se minha pipa vermelha reflete o verde... Tá ligado?



Leon, 14:



Pipinha de bolinha coloridinha.



Carpas ficam iradas em pipas, mas toscas em tatuagens.



Pipa de malandro empina quando e a linha não arria.



Quem não tivesse a sua podia comprar lá na hora.



Eu até tentei barganhar, mas o carro não estava a venda.



Disk-pipa. Seu pedido em 25 minutos ou o dinheiro de volta.



Curtição pra garotada.



Alegria pra marmanjada.



O lounge.



Pendura na conta do Rubão.



Tânia, esposa do Marcelo, e o maior empreendimento da área.



Não falei que o negócio era sério?



Traquinagem entre amigos, Rubão e Gê. A pipa do vovô ainda sobe, DIZ ELE.



Se você entendeu outra coisa, tá na hora de parar com o crack.



Carretilhas.



Só aí tinha mais ou menos uns mil metros de rabiola.



Aposto que ele curte Restart.



Preparando pra voar. Essa foi a equipe campeã, que levantou 900 m de rabiola.



Amigos pipeiros.



Aqui ainda estava rolando a competição de rabiola. Só depois do almoço é que começou o combate.



Se eu fosse dar um nome pra essa foto, seria algo do tipo



A média de linha pra cada pipa era de uns mil e quinhentos metros.



É muita poesia.



Acontece.



Eu juro que torcia pra essa cair.



De novo a rabiola da vencedora.



Aí já começou a valer cortar linha alheia.



Se pegou, é sua.



Tá dodói, tá?



Ô bebê.



Tá vendo, tattoo legal é assim, não de carpa. Cacei essa porra o festival inteiro. Não ia ser roots sem uma.

8 Respostas para “Reportagem – Calipal

  1. Para quem é apaixonado por pipas. todo fim de semana tem pipa nas palmas do Tremembé, próximo ao copa 70. lota de Cafifa, Raia e Gira Gira tem de tudo um pouco. para quem gosta de linha boa. pró – lá você encontra. Equipe: guerreiros do céu. SP Zona Norte. parati branca mais conhecido como gordo pipas. Sábado e Domingo estarei lá é o fluxo. não perca ótimo para soltar pipas vista ótima – 4 ruas desertas se carro nenhum. muitos terrenos amplos. sonho de quem curte pipas. um abraço galera.

Dê sua opinião, faça sua pergunta, deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s